Passo-a-passo para definir o seu orçamento de Marketing Digital

Data

Por Guilherme Falanga - 22 de Janeiro de 2015

Não existe investimento caro, desde que se possa pagar. A conclusão parece óbvia, mas nem todos os administradores a têm em mente nos momentos de tomada de decisão. Mais receosos do que propriamente conservadores, concentram-se mais em não perder do que em ganhar, preferindo oferecer descontos ou articular outras estratégias a investir em marketing digital.

Assim fica um pouco difícil sair do lugar, não é mesmo? Mas na hora de decidir, afinal, investir, como saber quanto isso vai custar? Confira agora mesmo os 5 passos para definir um orçamento de marketing digital!

O objetivo vem primeiro

Nenhum resultado de sucesso é alcançado sem a definição de um objetivo. Suponhamos que um certo site teve 10 mil acessos ou que um vídeo chegou a 50 mil visualizações em um determinado período de tempo. Como saber se esses números são bons ou ruins? Pois essa análise vai depender de quanto esse conteúdo e essa audiência custaram, que público acessou os links, se resultou em compras, e assim por diante.

O primeiro passo para definir seu orçamento é seu objetivo, que quase sempre estará no fundo do seu funil, ou seja, nas vendas. Faça um cálculo simples: estime, caso você não faça nada, o faturamento do produto nos próximos 12 meses. Agora defina quanto você gostaria de ganhar se fizer uma campanha. Seu objetivo está na diferença entre esses dois valores! Normalmente os administradores se dão por satisfeitos quando a campanha custa entre 5% e 20% desse valor, ou seja, quando, graças à campanha de marketing, as vendas se multiplicam para resultarem em pelo menos cinco vezes os gastos nela despendidos.

Evidentemente, porém, a aplicação dessa regra geral varia um pouco. Uma empresa nova ou um produto novo com uma campanha bem agressiva, podem querer consumir até 50% das vendas para se apresentarem ao mercado. Já um produto de pouca saída pode merecer apenas 1% das vendas em marketing. Como em qualquer outra decisão de mercado, existe o risco. Quanto mais você investir, maiores são as as chances de obter resultados satisfatórios, mas também mais dinheiro estará em jogo.
A grande vantagem desse método é que o orçamento de marketing digital acompanha as vendas do produto.

Defina onde gastar seu orçamento de Marketing Digital

O próximo passo é criar um plano sólido para organizar como gastar essa verba. Três fatores principais vão contar na sua decisão: o seu orçamento, suas experiências passadas, e onde você pode alcançar o público certo.
Com um orçamento mais limitado, considere anúncios on-line, em mídias sociais, e, principalmente, uma estratégia de Inbound Marketing. O Inbound inclui estratégias para gerar leads e atrair tráfego para o site da sua empresa — como a manutenção de blogs, campanhas do tipo PPC (pague por clique), criação de e-books, por exemplo. Já um mix de mídias bem mais caro incluirá estratégias de Outbound marketing, como propagandas na TV, no rádio e divulgação em eventos e feiras.

O mais importante é descobrir onde você falará com seu público-alvo e qual a abordagem mais eficaz.

Teste os canais

Em vez de comprometer seu orçamento apostando todas as suas fichas em uma modalidade só, você pode ir testando cada coisa de uma vez, aos poucos. Qualquer estratégia de Inbound Marketing inclui um grande número de testes A/B, como são chamadas as pequenas variações nos anúncios e nas páginas para descobrir o que vai trazer os melhores resultados. Graças a esses testes, o que não funciona pode ser rapidamente descartado e os leads e as vendas podem crescer progressivamente, a cada nova atualização.

Aloque o resto da verba

Após testar as primeiras hipóteses e conferir resultados preliminares, aloque o resto da verba e deixe a campanha seguir a pleno vapor, cuidando para que prazos e orçamentos — especialmente os do tipo PPC — não estourem.

Enxágue e repita

O último passo para definir seu orçamento de marketing digital é analisar os resultados em busca de ajustes que aumentem ainda mais sua receita. Essa avaliação começa pela comparação entre os desempenhos passados e o resultado após a campanha de marketing. O que aumentou? O que diminuiu? Alguma métrica ficou na mesma? Idealmente, será possível relacionar os aumentos de vendas com cada uma das despesas e descobrir qual delas é mais eficaz. Feriados e datas comemorativas também devem ser levados em conta, para se assegurar de que os aumentos nas vendas vieram do marketing e não — apenas — por causa da véspera de Natal ou do dia dos namorados.

E então, pronto para começar a pensar na definição do seu orçamento de marketing digital? Ficou alguma dúvida? Comente aqui e compartilhe suas opiniões conosco!

Comentários

Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.